Clinica Crescer

Primeiro paranaense com pulm√£o transplantado recebe alta

Por Redação em 08/01/2020 às 12:10:24

Operação integrada

Em uma opera√ß√£o integrada que envolveu a Divis√£o de Transporte Aéreo da Casa Militar e GOA/PCPR (Grupamento de Opera√ß√Ķes Aéreas da Polícia Civil do Estado do Paran√°) , o órg√£o foi transportado de helicóptero de Foz do Igua√ßu até o HAC, em Campina Grande do Sul, e implantado com êxito em Reinaldo de Goes, um dos dez pacientes que aguardava na fila de espera de um órg√£o em condi√ß√Ķes adequadas para o procedimento.

Reinaldo é pedreiro de profiss√£o, mas estava h√° dois anos sem trabalhar, pois necessitava de oxigênio. "Ele teve um enfisema pulmonar que desencadeou esse quadro mais grave de dificuldade de respirar. Tenho cuidado do Reinaldo desde ent√£o. A gente estava na fila e colocou na m√£o de Deus. Foi uma surpresa quando nos ligaram e viemos da Lapa até o hospital", conta Valdelice Goes, esposa de Reinaldo. O casal é da Lapa, tem quatro filhos e est√° junto h√° 27 anos.

Dois anos de espera

"H√° dois anos nós obtivemos o credenciamento do Ministério da Saúde para esse tipo de transplante, e desde ent√£o passamos por v√°rios processos para que hospital e equipe estivessem aptos. Isso incluiu a prepara√ß√£o dos pacientes para a cirurgia. O processo é complexo e tem algumas particularidades fundamentais para a recupera√ß√£o pós-cirúrgica. Além da compatibilidade sanguínea, os pulm√Ķes doados devem estar sem sinais de infec√ß√£o ou indícios de les√Ķes por trauma", pontua Barth.

Ainda de acordo com o cirurgi√£o, os pulm√Ķes devem ser compatíveis em tamanho com o receptor. "S√£o detalhes fundamentais que apontam para a import√Ęncia da conscientiza√ß√£o em prol da doa√ß√£o de órg√£os no Brasil. Todo cidad√£o que deseja ser um doador deve comunicar sua inten√ß√£o à família", enfatiza.

Fonte: Banda B

Tags:   Saúde
Una Extintores Cajazeiras-PB
Cajazeiras Gesso

Coment√°rios

Serrararia Padre Cicero