Clinica Crescer

Ex-secret√°rio Ivan Burity revela que buscava dinheiro de propina em outros estados

Por Redação em 10/01/2020 às 21:35:24

Ivan é apontado como recebedor de propinas, principalmente nos contratos da educa√ß√£o, junto a empresas que forneciam materiais did√°ticos para as escolas p√ļblicas do estado. 'Calv√°rio': ex-secret√°rio Ivan Burity revela que buscava dinheiro de propina em outros estados

TV Paraíba/Reprodução

O ex-secret√°rio executivo de turismo do Estado da Para√≠ba, Ivan Burity, contou em dela√ß√£o premiada ao Ministério P√ļblico da Para√≠ba (MPPB) que fazia viagens fretadas de avi√£o para buscar dinheiro de propina em outros estados. Os recursos eram usados para pagar contas da campanha eleitoral de 2014.

A colabora√ß√£o faz parte das investiga√ß√Ķes da Opera√ß√£o Calv√°rio, que investiga uma suposta organiza√ß√£o criminosa que teria desviado recursos p√ļblicos da sa√ļde e educa√ß√£o.

Entenda todas as fases da Operação Calvário

Secret√°rio executivo de turismo da PB é preso na quinta fase da Opera√ß√£o Calv√°rio

O relato dele é semelhante ao da ex-secret√°ria de finan√ßas do munic√≠pio de Jo√£o Pessoa e de administra√ß√£o do Estado da Para√≠ba, Liv√Ęnia farias, que também falou sobre voos feitos para buscar dinheiro fora do estado.

Ivan foi preso em outubro do ano passado na quinta fase da Opera√ß√£o Calv√°rio coordenada pelo Gaeco. Ele é apontado como recebedor de propinas, principalmente nos contratos da educa√ß√£o, junto a empresas que forneciam materiais did√°ticos para as escolas p√ļblicas do estado.

Segundo o Gaeco, Ivan facilitava a contratação das empresas, mediante contratos fraudulentos e consequente recebimento de propinas.

Em um dos trechos da dela√ß√£o, Ivan contou que viajou para Curitiba no primeiro semestre de 2012, por determina√ß√£o de Liv√Ęnia Farias, para receber R$ 1 milh√£o de uma empresa que tinha contratos com a Secretaria de Educa√ß√£o do Estado.

Em outra viagem que aconteceu 2014, ele disse que transportou para a Para√≠ba R$ 800 mil repassados pela mesma empresa. O G1 tentou entrar em contato com a organiza√ß√£o, mas até as 18h40, n√£o recebeu um posicionamento.

Ainda em 2014, Ivan disse que foi para Fortaleza para buscar R$ 1,2 milh√£o de uma empreiteira com obras no Governo do Estado. Parte do valor, R$ 300 mil, foi usada "para saldar compromisso urgente de campanha". O restante, R$ 900 mil, teria sido entregue ao ent√£o vice-governador da Para√≠ba, R√īmulo Gouveia, que faleceu em maio de 2018.

Ivan Burity confirma que fazia viagens, em voos fretados, para pegar propina

Veja trechos da dela√ß√£o de Ivan Burity ao Ministério P√ļblico

Ivan Burity: Nós fomos a um aeroclube e com bastante facilidade, porque a gente foi até o hangar e n√£o passamos por nenhum tipo de abordagem oficial. Eu fiquei nesse hangar com o dinheiro e depois um carro veio e me pegou e j√° me levou pra pista onde o jato estava.

MP: E a√≠ na sequ√™ncia aqui em rela√ß√£o ao episódio de R√īmulo Gouveia, como relatado aqui, 'seguimos para a casa de R√īmulo e l√° recebi por Leandro uma determina√ß√£o de separar R$ 300 mil para saldar de compromisso urgente de campanha'. O senhor entregou R$ 300 mil pra Leandro?

Ivan: R$ 300 mil de R$ 1,2 milh√£o.

MP: Sabe que compromisso era esse?

Ivan: Eu n√£o sei. Talvez o avi√£o [?] n√£o foi especificado. Foi aquela coisa pra n√£o entregar tudo a R√īmulo. Como a minha miss√£o era amansar R√īmulo, R√īmulo tinha pedido R$ 1,5 milh√£o. Eu j√° tava levando R$ 1,2 milh√£o. Disse que ia tirar trezentos e que depois ele arrumava mais.

Fonte: Sertão da Paraíba

Una Extintores Cajazeiras-PB
Cajazeiras Gesso

Coment√°rios