Clinica Crescer

Jornal pede desculpas a Maiara e Maraisa após charge com associação ao nazismo

Por Redação em 22/01/2020 às 12:14:09

O jornal Folha de São Paulo publicou uma nota na terça-feira (21) pedindo desculpas a dupla Maiara e Maraisa pela publicação da charge em que as sertanejas aparecem usando uma braçadeira com a suástica nazista.

A imagem ilustrava o texto "Silêncio sobre Roberto Alvim reinou entre o pessoal do axé, do sertanejo e do pagode", da coluna de Anderson França e de autoria do mesmo. Na tarde de ontem, as cantoras emitiram uma nota de repúdio contra a charge.

"A Folha pede desculpas à dupla Maiara e Maraisa pela ilustração de autoria de Anderson França publicada em artigo do colunista nesta terça (21). Não há na biografia da dupla nada que possa associá-la ao símbolo odioso que foi inserido. A ilustração já foi retirada do ar, em respeito à dupla e também por não coincidir com a orientação editorial do jornal", diz o texto publicado no Twitter em resposta à nota das cantoras.

Em resposta à dupla sertaneja e à decisão do jornal, Anderson França fez uma série de publicações em suas redes sociais. Entre as afirmações, o colunista disse que fará "uma camiseta e uma bandeira" com o desenho.

As críticas ácidas às irmãs gêmeas, no entanto, foram apontadas pelos próprios seguidores de França como equivocadas, pois ele citou fatos e situações correspondentes à dupla Simone e Simaria para justificar a ilustração de sua coluna.

Um exemplo é o trecho em que França afirma que Maiara e Maraisa são "hegemonicamente racistas" após se recusarem a "cantar músicas do Natiruts que reverenciam Iemanjá".

Tal situação aconteceu com Simone e Simaria, em agosto de 2019, durante o programa "Música Boa Ao Vivo", do Multishow. Na ocasião, as sertanejas deixaram de cantar um trecho da música "Quero Ser Feliz Também" que citava a orixá correspondente ao candomblé e umbanda.

Fonte: Sertão da Paraíba

Una Extintores Cajazeiras-PB
Cajazeiras Gesso

Comentários