‘Caminho sem volta’, avalia UFCG sobre parceria com setor privado

Vicemário Simões ainda espera receber o projeto completo do MEC para tratar do assunto com os dirigentes da instituição.

Divulgação - Foto: Sertão da Paraíba
Divulgação - Foto: Sertão da Paraíba

O reitor da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Vicemário Simões, disse, nesta quarta-feira (17), que a parceria público-privada nas universidades federais é um caminho que não tem volta. Na manhã de hoje, o Ministério da Educação lançou o programa Future-se, que permite a universidades e institutos federais captar recursos de empresas para financiar suas atividades.

“Vejamos o estado da Paraíba. Quem está administrando o Hospital de Trauma? Uma Organização Social. Quem administra a frota de veículos, os serviços de terceirização, tudo é o setor privado. Vemos uma ou outra reclamação, mas é o mundo moderno hoje, não tem como voltar o caminho mais”, afirmou Vicemário.

Vicemário Simões ainda espera receber o projeto completo do MEC para tratar do assunto com os dirigentes da instituição. “O país é muito grande, são muitas universidades federais, cada qual com sua peculiaridade e regionalidade e é preciso que respeitemos”, disse.

“Não dá para aceitar tudo que o MEC quer, até porque o país é muito grande, são muitas universidades federais. O debate também tem que aflorar dentro da instituição, tem que ser discutido entre nós, dirigentes, para conhecermos melhor o projeto. Estamos esperando receber o projeto completo para fazer o debate”, concluiu.

MaisPB

 

Você pode enviar informações à redação do portal sertaodaparaiba.com.br pelo WhatsApp: (83) 98886-4599.

Categoria:Paraíba

COMENTÁRIOS

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Sertão da Paraíba, não reflete a opinião deste Portal.