Após pedido de cassação por parte do MPE, corte do TSE aplica multa e salva prefeito de Bom Jesus

A ação foi impetrada pelo Ministério Público Eleitoral depois de identificar através de denúncia a contratação de servidores três meses antes da eleição.

Reprodução - Foto: Sertão da Paraíba
Reprodução - Foto: Sertão da Paraíba

O Tribunal Superior Eleitoral, por unanimidade, deu provimento ao recurso especial eleitoral para condenar o recorrido prefeito da cidade de Bom Jesus, Roberto Bayma (PSD) ao pagamento de multa do valor de R$ 5 mil UFIR, decorrente da prática de conduta vedada, nos termos do voto do relator. Votaram com o relator, os ministros Jorge Mussi, Og Fernandes, Tarcusio Vieira de Carvalho neto, Sergio Banhos, Luis Barroso e Rosa Weber.

A ação foi impetrada pelo Ministério Público Eleitoral depois de identificar através de denúncia a contratação de servidores três meses antes da eleição.

 

Você pode enviar informações à redação do portal sertaodaparaiba.com.br pelo WhatsApp: (83) 9 8886-4599.

Categoria:Paraíba

COMENTÁRIOS

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Sertão da Paraíba, não reflete a opinião deste Portal.