Pinga Fogo da Política

Assuntos de hoje: Crise no Azevém; Mandato de vereador?; Em defesa de Cajazeiras; Carlos Filho; Em Santa Helena; Operação Andaime; Operação Andaime 2; Operação Andaime 3; E a briga continua.

Crise no Azevém

O Distrito do Azevém, município de Cajazeiras, segundo um dos seus habitantes, estaria passando por uma crise: “está sem coveiro, o mato tá tomando de conta do cemitério e o subprefeito está sem receber seus proventos há cinco meses”. No mínimo vão botar a culpa em Bolsonaro.

Mandato de vereador?

Membros da situação de Cajazeiras andam divulgando pelas esquinas que o deputado estadual Júnior Araújo (Avante), estaria tomando às vezes dos vereadores das oposições ao divulgar nas redes sociais os buracos, lixos e outros trecos existentes nas ruas de Cajazeiras. E arrematam: “isso é papel de vereador e não de deputado.”

Em defesa de Cajazeiras

Na semana passada o deputado Jeová Campos (PSB), ocupou a tribuna da assembleia e nesta semana foi a vez do deputado Júnior Araújo, ambos em defesa da permanência da Vara do Trabalho de Cajazeiras, uma velha conquista do então deputado federal Edme Tavares. O que antes era “boato” agora tudo indica que suas portas serão fechadas.

Carlos Filho

O médico cajazeirense, Carlos Filho, que completou 30 anos neste dia 8 de maio, declarou em uma rede social que estaria pronto e preparado para disputar as eleições municipais no próximo ano. Quis seguir os passos de seus pais, Carlos Antônio, e de sua mãe, Denise Albuquerque, que foram prefeitos de Cajazeiras durante 12 anos.

Em Santa Helena

O prefeito de Cajazeiras, médico José Aldemir, em entrevista na Rádio Alto Piranhas, no programa Questão de Ordem, de Geraldo Wilson, defendeu a candidatura de Vera da Faculdade São Francisco, como sua candidatura a prefeito. Vera sonha dia e noite com a prefeitura de Santa Helena.

Operação Andaime

No último dia 3 de maio, na Sala de Audiências da 8ª Vara Federal, na cidade de Sousa, foram ouvidos 16 réus da Operação Andaime, dentre eles três ex-prefeitos de Cajazeiras: Carlos Antonio, Léo Abreu e Carlos Rafael, tendo uma única testemunha de acusação: Francisco Justino do Nascimento. E foram arroladas 50 testemunhas de defesa.

Operação Andaime 2

A audiência teve inicio às 9h30 e se estendeu até depois das dez horas da noite. O Juiz, devido à complexidade da causa, evidenciada por sua matéria e o volume de documentos eletrônicos, concedeu um prazo de 72 horas para que fossem formulados os requerimentos de diligências finais. Vencido este prazo cabe a ele a decisão final.

Operação Andaime 3

Onze advogados trabalharam na defesa de seus réus. Algumas testemunhas de defesa, que participaram da oitiva, garantem que poderá ter desdobramentos e outras pessoas poderão ainda ser incluídas como réus. A audiência foi presidida pelo Juiz Diego Fernandes e como membro do Ministério Público Dr. Anderson Danilo Pereira Lima.

E a briga continua

A deputada estadual, Dra. Paula Francinete (PP), voltou a ocupar a tribuna da Assembleia Legislativa da Paraíba para acusar o também deputado cajazeirense Júnior Araújo (Avante), sobre uma declaração que fez nas redes sociais, consideradas por Dra. Paula como “machistas”. Na nota que foi lida contém adjetivos muito fortes sobre a conduta de Júnior Araújo e que demonstraram a sua indignação pelo tom da voz e pelo conteúdo.

E a briga continua

Júnior também ocupou os microfones da Casa de Epitácio Pessoa para fazer a sua defesa, alegando que são questões políticas locais e que não alcançam a sua pessoa. Esta querela tem cheiro das eleições do próximo ano, quando os dois deputados estarão em palanques diferentes. Esta briga não serve para Cajazeiras.

 

Sertão da Paraíba

 

Você pode enviar informações à redação do portal sertaodaparaiba.com.br pelo WhatsApp: (83) 9 8886-4599.

Categoria:Política

COMENTÁRIOS

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Sertão da Paraíba, não reflete a opinião deste Portal.